Informação

Lacertílios



Camaleão: exemplo de réptil lacertílio

O que são - definição biológica

Os lacertílios são répteis escamados (ordem Squamata), que pertencem à subordem Sauria. São encontrados, principalmente, na Ásia, África e América. Existem cerca de 300 espécies conhecidas de lacertílios.

Resumo das principais características:

- Vivem, principalmente em regiões de matas e florestas. Porém, podem ser encontradas espécies em regiões desérticas.

- São répteis de tamanho pequeno e médio (entre 10 e 45 cm de comprimento).

- Possuem caudas longas e corpos delgados.

- Possuem cores que variam de espécie para espécie.

- Os lacertílios se alimentam, principalmente, de insetos. Algumas espécies comem sementes. Enquanto outras espécies de grande porte (dragão-de-komodo, por exemplo), comem ovos e carne de animais mortos.

- Possuem escamas grandes na cabeça e pequenas e granulares nas costas.

- Há dimorfismo sexual em grande parte das espécies. Ou seja, existem machos e fêmeas com características físicas diferentes.

Exemplos de lacertílios:

- Camaleões

- Lagartos

- Lagartixas

- Cobra-de-vidro (que na verdade é um lagarto ápoda)

- Iguana

- Monstro-de-gila (lagarto)

- Dragão-de-komodo (lagarto)

Curiosidades biológicas:

- A única espécie de lacertílio venenosa é o monstro-de-gila (Heloderma suspectum). Este perigoso lagarto é encontro na região noroeste do México e no sudoeste dos Estados Unidos.

- As lagartixas e algumas espécies de lagartos possuem um interessante recurso para se livrarem dos predadores. A cauda é desprendida do corpo, permanecendo em movimento por um certo tempo. Enquanto o predador se distrai com a cauda, o réptil pode fugir. Depois de algum tempo a cauda destes lacertílios cresce novamente (regeneração).

Iguana: outro exemplo de réptil lacertílio.