Opcional

Diplópodes



Piolho-de-cobra: exemplo de diplópode

O que são - definição biológica
Os diplópodes são animais do filo dos artrópodes (possuidores de pernas articuladas).

Principais características dos diplópodes
- O habitat dos diplópodes é terrestre. Preferem locais escuros e úmidos (troncos apodrecidos, embaixo de pedras) para viver;
- Se locomovem lentamente;
- Possuem desenvolvimento direto;
- O corpo possui formato cilíndrico e é divido em três segmentos principais: cabeça, tórax e abdome segmentado;
- São animais díceros, ou seja, possuem um par de antenas com presença de pelos táteis;
- A respiração é traqueal (realizada pela traqueia);
- Possuem grande quantidade de pernas (de 20 a 100), sendo dois pares em cada anel;
- Quando se sentem ameaçados enrolam o corpo em formato de espiral;
- A reprodução dos diplópodes é sexuada;
- São animais ovíparos (põem ovos);
- Possuem olhos simples;
- São animais herbívoros (se alimentam de vegetais) e detritívoros (se alimentam de detritos de matéria de origem vegetal morta).

Exemplos
- Piolho-de-cobra (também conhecido como embuá ou gongolo).
- Illacme plenipes

Curiosidades biológicas:
- Antigamente os animais diplópodes e quilópodes faziam parte de uma única classe chamada de miriápodes. Este nome vem do grego, onde myria significa 10 mil e podos significa pés. Era uma referência exagerada da grande quantidade de pés que estes animais possuem.
- O Illacme plenipes é um diplópode típico da região da Califórnia. Este artrópode possui a incrível quantidade de 370 pares de patas. Provavelmente é o animal que apresenta a maior quantidade de patas do planeta.
- Existem cerca de 8 mil espécies (conhecidas e descritas) de diplópodes no mundo.
- Algumas espécies possuem glândulas que produzem veneno, podendo secretá-lo como forma de defesa em quem se apresentar como ameaça, inclusive seres humanos.