Informação

Peixes Ósseos



Carpa: exemplo de peixe ósseo

O que são - definição biológica:

Conhecidos cientificamente como osteíctes (classe Oesteichthyes), são peixes que possuem esqueleto formado, predominantemente, por ossos.

Resumo das principais características dos peixes ósseos

- Apresentam esqueleto ósseo.

- A maioria das espécies dos peixes ósseos apresentam escamas dérmicas ósseas. Em algumas espécies (bagre, por exemplo) ocorre ausência de escamas. Quando ocorrem perdas de escamas, o organismo do peixe as substitui.

- Brânquias com ausência de espiráculos e protegidas com opérculos.

- Com relação ao habitat, podem ser dulcícolas (vivem em água doce) ou marinhos (vivem em água salgada).

- Não apresentam cloaca.

- Possuem bexiga natatória com a função de flutuar.

- A maioria dos peixes ósseos apresenta fecundação externa, sendo que as larvas são conhecidas como alevinos. Já o desenvolvimento destes peixes é indireto.

- Possuem dentes pequenos em formato de cones.

- Não apresentam glândulas salivares na boca.

- O sistema circulatório é fechado.

- Possuem boca anterior.

- A respiração pode ser por brânquias ou pulmões, dependendo da espécie.

- A amônia é o principal elemento excretado por estes peixes.

Exemplos de peixes ósseos:

- Robalo

- Manjuba

- Tainha

- Esturjão

- Peixe-espátula

- Pirarucu

- Peixe-elefante africano

- Pintado

- Arenque

- Enchova

- Cascudo

- Peixes-elétricos

- Bagre

- Carpa

- Dourado

- Truta

- Linguado

Curiosidade biológica:

- Existem cerca de 26 mil espécies de peixes ósseos no planeta.

Pirarucu (Arapaima gigas): outro exemplo de peixe ósseo.